Para a Presidente do WTTC as políticas nacionais de Turismo “devem ser replicadas”

Para a Presidente do WTTC as políticas nacionais de Turismo “devem ser replicadas”

Para a Presidente do WTTC as políticas nacionais de Turismo “devem ser replicadas” Jornal Hardmusica

A utilização da tecnologia para contornar o esgotamento do Aeroporto de Lisboa e a manutenção do crescimento sustentável vão ser os principais desafios do Turismo português no futuro, afirmou a presidente do World Travel Tourism Council (WTTC), à margem do Europe Leaders Forum, que decorreu hoje em Lisboa.

Gloria Guevara Manzo, em declaração ao Publituris, acredita que “o principal desafio vai ser o de tornar o processo de viagem mais célere, com recurso à inovação, porque o aeroporto está a atingir a sua capacidade máxima e será preciso recorrer à tecnologia para tornar o aeroporto mais eficiente e para que a infraestrutura seja melhor". Frisando que "esta parece-me ser a chave, a par de manter o crescimento sustentável, de forma a que este crescimento beneficie mais pessoas no país”.

A Presidente do WTTC elogiou a estratégia de Portugal no sector turístico, causando um crescimento de dois dígitos em 2017, e explicou que foi também por isso que escolheram Portugal para realizar a primeira edição do Europe Leaders Forum.

Este tipo de crescimento é pouco comum e é algo com que temos que aprender, e foi por esse motivo que decidimos fazer esta cimeira em Portugal, para que as pessoas vejam o crescimento que Portugal teve e não apenas a beleza do país". Acrescentando que se trata de "um crescimento impressionante e estes são os nossos números, não são números do Governo”, acrescentou ao Publituris.

Já na sessão de abertura do Europe Leaders Forum, Gloria Guevara Manzo tinha destacado o crescimento de Portugal, considerando que as políticas nacionais de Turismo “devem ser replicadas”.

Após a intervenção da presidente do WTTC, teve a palavra o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, falar sobre o trajecto que o país tem feito no sector, com destaque para a estratégia seguida pelo Governo, que se baseia em cinco pontos, por exemplo uma estratégia definida para 10 anos e que envolve o sector privado, mas também no objectivo de espalhar o Turismo por todo o território, no investimento, na inovação e na formação de recursos humanos.

Ao Publituris, a presidente do WTTC destacou ainda a forte participação que o Europe Leaders Forum atraiu, considerando que se tratou de um “debate muito aberto”, com muitas questões colocadas pela audiência e intervenções interessantes por parte dos líderes das várias empresas europeias que participaram.

O crescimento do turismo em Portugal “não é um fenómeno, é o resultado de anos de investimento”, segundo a Secretária de Estado do Turismo, ou a “a rainha do crescimento a dois dígitos”, como o jornalista Peter Greenberg, da CBS News, lhe chamou. Ana Mendes Godinho afirmou que “o meu trabalho é mostrar, 24 horas por dia, que Portugal é o país mais inovador e sustentável do mundo”, salientando que para vender o destino é preciso continuar a investir e a apostar na inovação. A governante explicou também que “se estamos a pedir às pessoas que visitem outros locais para além da cidade de Lisboa, o Algarve e a Madeira, é preciso criar novos produtos”. Aproveitando a ocasião para reafirmar que o Estado português vai reforçar na próxima semana a Linha de qualificação da oferta turística, num total de 120 milhões de euros. Concluindo a sua intervenção referindo que existem condições que só a ligação aérea pode proporcionar. “É difícil vender Portugal a uma pessoa que nunca cá esteve. Não temos a Torre Eiffel… As pessoas precisam de vir até cá, pelo que o transporte aéreo é crucial”.

Esta foi a estreia do Europe Leaders Forum, iniciativa que reuniu os líderes das principais empresas de Viagens e Turismo europeias, bem como especialistas no sector e responsáveis governamentais nacionais e internacionais, com o objectivo de debater o futuro do Turismo na Europa.

Nenhuma evento encontrado.
captcha