Campanha contra a mutilação genital feminina regressou aos aeroportos portugueses

Campanha contra a mutilação genital feminina regressou aos aeroportos portugueses

Campanha contra a mutilação genital feminina regressou aos aeroportos portugueses D.R.

Uma campanha contra a mutilação genital feminina regressou, em época de férias, aos aeroportos portugueses, por onde passam famílias de países onde esta violência contra as mulheres é praticada.

Desde 2016 que a campanha "Direito a viver sem mutilação genital feminina" é afixada nos períodos de férias nos aeroportos de Lisboa, Porto e Faro, noticiou a Lusa.

Cartazes e panfletos são os meios para alertar os cidadãos de países como a Guiné-Bissau, onde esta forma de violência persiste por razões de tradição.

A mutilação tira às mulheres "o seu direito à integridade física e psicológica", refere-se numa nota da secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, citada pela Lusa.

captcha