D.A.M.A. 'rebentaram' com as Festas do Mar

terça, 29 agosto 2017 16:37 Escrito por 
D.A.M.A. 'rebentaram' com as Festas do Mar Câmara Municipal de Cascais

Passaram quatro anos desde que Francisco Maria Pereira, Miguel Cristóvinho e Miguel Coimbra pisaram o palco das Festas do Mar. A diferença, na noite de ontem, foi serem cabeças de cartaz, terem uma grande produção e milhares de espectadores.

A 18 de Agosto de 2013 o Jornal Hardmusica escreveu "numa primeira parte, onde os D.A.M.A conseguiram “agarrar” o público que já se encontrava na baía, foram interpretados alguns temas que os espectadores mais jovens, já começam a conhecer desta banda. Sempre enérgicos e agradecendo várias vezes ao público, a banda proporcionou um bom concerto deixando o palco sob fortes aplausos".

Recordamos que os três jovens fizeram a primeira parte de Miguel Gameiro, num concerto que começou pelas 20:30 e terminou pouco depois das 21:15.

Quatro anos passados, Francisco, Cristóvinho e Coimbra, continuam com a mesma força e empenho que no início, cimentando uma grande carreira que foram construindo passo a passo. Em 2013 só o Jornal Hardmusica acompanhou o concerto juntamente com meio milhar de espectadores, ontem era impossível de contar quantos estiveram na baía de Cascais para ver os seus ídolos.

O manager do grupo, Joaquim Fonseca, apostou nos "putos" e fez deles artistas mediáticos. Mas enganem-se aqueles que pensam que tem sido fácil. Como Miguel Cristóvinho salientou ontem, "este mês já demos 25 concertos". Para os que não percebem o cansaço que provoca explicamos que a banda tem de fazer vários quilómetros entre um concerto e outro, tem de cantar todos os dias as mesmas musicas para públicos diferentes, tem de estar sempre como se fosse o primeiro concerto, dorme e come muitas vezes mal. No entanto o público não tem de perceber isso e muito menos tem culpa. Logo o concerto tem de sair na perfeição, mesmo que estejam exaustos. Joaquim Fonseca é um profissional experiente e exigente, mas ao mesmo tempo extremamente protector dos seus 'filhos'. Tudo o que pode conseguir para minimizar as "feridas da estrada", não olha a meios para o fazer. Podemos mesmo afirmar que os D.A.M.A. são o que são, graças ao Joaquim. Importante referir que o grupo nunca perdeu a sua essência.

A noite de ontem foi particularmente satisfatória para os D.A.M.A, pois tinham "a família e muitos amigos a apoiar-nos", como referiu Francisco Maria Pereira.

O público, de todas as idades, sabia as musicas de cor e cantou com a banda com entusiasmo e muita alegria. O facto de ser de entrada livre e em Cascais, proporcionou uma maior enchente.

Uma das frases de Miguel Cristóvinho e Miguel Coimbra proferiram algumas vezes ao longo do concerto foi "viva a música portuguesa". Ao contrário de outras bandas da mesma idade e género musical que os D.A.M.A., o grupo só canta em português.

Foi um extraordinário concerto em que no final todos saíram satisfeitos, músicos e público. Podemos afirmar que a 10ª edição das Festas do Mar terminaram em grande.

Os D.A.M.A. actuam dia 25 de Novembro no Campo Pequeno em Lisboa para um concerto verdadeiramente único, em que irá apresentar ao vivo o seu terceiro álbum!