Red Lizzard apresentaram ao seu disco de estreia no Musicbox

Red Lizzard apresentaram ao seu disco de estreia no Musicbox

A banda portuguesa de rock Red Lizard apresentou o seu primeiro disco na passada terça-feira, dia 10 de Abril, no Musicbox.

Depois de participarem no Festival Rock N’ Bee em 2011 e no passado mês de Março, no concurso Hard Rock Rising, a banda prepara-se agora para dar largas à imaginação e continuar pelo bom caminho.

Os Red Lizzard apresentaram na passada terça-feira, 10 de Abril, o seu primeiro disco. Contém cinco músicas originais, fruto de mais de meia década de trabalho.

Desde 2008, ano de formação dos Red Lizzard, que a banda não se cansa de compor e tocar música. Mauro é o vocalista e canta ao som das guitarras de Patrick e Elvis. Rock que é rock não podia deixar de ter um bom baterista e um bom baixista. Rick é quem marca o ritmo com o pé, enquanto David cria verdadeira arte com o seu baixo.

O Musicbox não estava lotado e mesmo assim estava repleto de boa disposição e grandes doses de energia na plateia. Talvez Mauro tivesse razão, quando disse que a música Deep Down Inside era das que melhor transmitia a energia sentida pela banda em palco.
Ainda que facilmente etiquetados de rockeiros clássicos à primeira vista, na verdade é complicado definir o estilo dos Red Lizzard.

Em entrevista ao Hardmusica, Elvis, o guitarrista, disse que “há muitas influências de várias vertentes musicais”, entre as quais Aerosmith, Foo Fighters, entre muitos outros que vão desde o rock hardcore, até a um pop mais comercial.
No fundo, “o EP acaba por ser um aglomerado de todas essas nossas influências. Queremos dá-lo a conhecer ao maior número de pessoas possível, para que se reconheçam e se identifiquem com a nossa música”, confessou o vocalista da banda ao Hardmusica.
O futuro é, como sempre, imprevisível. Ainda assim, os Red Lizzard estão já com grandes esperanças para este ano 2012.
Elvis assegurou ao Hardmusica que já existem alguns concertos marcados para a época do verão e acrescentou que “Há muitas pespectivas de muitas coisas boas”.
O registo da banda deverá seguir a mesma linha de até então, sempre baseada na participação activa de todos os seus elementos. “Não somos rígidos em nada. Começámos por fazer dos Red Lizzard uma banda rock, mas não pressionámos ninguém para tocar este ou aquele estilo”, esclareceu o guitarrista.
Não garantem um estilo que se enquadre sempre dentro de um género específico, mas fica a promesse de que serão sempre os Red Lizzard.
A experiência de um concerto dos Red Lizzard vale a pena, porque o resultado final é interessante.
Tal como Mauro disse, o que realmente une todos os seus elementos, “é a opinião de cada um, e não um denominador comum forte”, e é mesmo isso que parecem transmitir para a plateia.

Os verdadeiros amantes do rock clássico vão ter de aguardar mais algum tempo, até que se saibam mais datas sobre os próximos concertos dos Red Lizzard, banda que em Julho de 2011, abriu o concerto de Bon Jovi, o conhecido cantor norte-americano.

Leonor Machado

Mídia

NULL
Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade