Câmara do Porto e Siza Vieira distinguidos com Prémio Autores'15

A cerimónia de entrega do Prémio Autores 2015, teve lugar no Auditório dos Oceanos (Casino de Lisboa), no a 25 de Maio de 2015, e contou com transmissão televisiva da RTP.

A sessão iniciou com uma intervenção de José Jorge Letria, presidente, muito assertiva, calorosa, fazendo um retrato da actual situação política e social com grande actualidade.

Apresentado por Catarina Furtado e Virgílio Castelo, com alguma velocidade, foi dado a conhecer quem mais se distinguiu na óptica da Sociedade de Autores.
No cinema o melhor argumento foi para Tiago R. Santos com "Os Gatos não têm vertigens" e o melhor filme é "A Vida Invisivel" deVitor Gonçalves
Melhor actriz , Maria do Céu Guerra pelo seu trabalho a em "Os Gatos não têm vertigens"e João Perry arrecadou o prémio de melhor actor pela sua interpretação em "A Vida Invisivel"
Nas Artes Visuais a Melhor Exposição de Artes Plásticas distinguiu "Antes Morta que Burra" de Ana Perez Quiroga e o Melhor Trabalho Fotográfico foi para "The Passenger" de Pauliana Valente Pimentel
Em televisão Maria Flor Pedroso – RTP2 recebeu o prémio Melhor Programa de Informação pelo "A Entrevista de Maria Flor Pedroso".
Melhor Programa de Ficção foi para "Os Filhos do Rock"com Autoria e Realização de Pedro Varela e o Melhor Programa de Entretenimento foi atribuído "A Cantiga era Uma Arma" com Autoria e Realização de Joaquim Vieira
Em literatura o Melhor Livro de Ficção Narrativa foi para "Nocturno Europeu" de Rui Nunes - Relógio d'Água, o Melhor Livro de Poesia, para"Exercícios de Humano", de Paulo José Miranda – Abysmo e o Melhor Livro Infanto-Juvenil foi atribuído a "Com o Tempo" de Isabel Minhós Martins e Madalena Matoso (Ilustração) - Planeta Tangerina
O Melhor Programa de Rádio foi ganho por "Fala com Ela" de Inês Meneses - Rádio Radar e na dança a Melhor Coreografia foi para "Play False" de António Cabrita e São Castro

Na música Melhor Trabalho de Música Popular foi atribuído "A Vida Secreta das Máquinas" de Rodrigo Leão, o Melhor Trabalho de Música Erudita foi arrecadado por "UMinho" de António Victorino d'Almeida

A Câmara Municipal do Porto recebeu o prémio de melhor programação autárquica e no teatro o Melhor Espetáculo foi "Amor e Informação" de João Lourenço, Melhor Actriz
Sara Carinhas em "A Farsa", Melhor Actor Elmano Sancho em "Misterman".

O prémio vida e obra de autor nacional foi atribuído ao Arquitecto Álvaro Siza Vieira

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade