Os Monumentos nacionais foram visitados por cerca de 1,7 milhões

Os monumentos, museus e palácios nacionais receberam, no primeiro semestre deste ano, um total de 1,6 milhões de visitantes, indicou hoje à agência Lusa fonte da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC).

 

De acordo com a mesma fonte, entre Janeiro e Junho de 2014, o universo destes espaços culturais públicos foi visitado por 1.678.916 visitantes.

Os monumentos receberam 942.121 visitantes, os museus tiveram 573.876 visitantes e os palácios 162.919 visitantes, indica ainda a contabilização da DGPC.

Desde Junho deste ano que onze museus, monumentos e palácios tiveram um aumento do preço dos bilhetes entre 50 cêntimos e três euros, com o objetivo, segundo a DGPC, de uniformizar e actualizar os critérios de acesso público.

Na maioria, o aumento foi de 50 cêntimos, alguns de um euro, e apenas o Mosteiro dos Jerónimos, em Belém, teve um aumento de três euros, passando de sete para dez euros.

As entradas gratuitas ao domingo de manhã foram substituídas, na mesma altura, por entradas gratuitas ao primeiro domingo de cada mês, durante todo o dia.

A DGPC, organismo da Secretaria de Estado da Cultura, tem a seu cargo a gestão direta de 23 monumentos e museus, entre os quais se incluem cinco monumentos inscritos na lista do Património Mundial da UNESCO.

Em 2013, o conjunto destes espaços culturais tinha recebido 3,4 milhões de visitantes, representando um aumento 7,9 por cento no número de entradas, em comparação com 2012, segundo as estatísticas oficiais.

Na altura, a DGPC tinha explicado que o aumento de visitas aos palácios, nesse ano, estava relacionado sobretudo com a exposição da artista plástica Joana Vasconcelos, no Palácio Nacional da Ajuda, que registou um total de 235.372 visitantes, cerca de 47 por cento do total das entradas nos palácios.

 

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade