Garcia Marquez será homenageado no festival de Cinema de Havana

O 36.º Festival Internacional do Novo Cinema Latino-Americano de Havana será dedicado este ano ao escritor colombiano Gabriel García Márquez, que morreu na quinta-feira, informaram na segunda-feira os organizadores do evento.


O director da Casa do Festival, Iván Giroud, disse que a decisão foi comunicada previamente à viúva do escritor, Mercedes Barcha, e aos seus filhos Rodrigo e Gonzalo García.

 

Giroud recordou García Márquez e o intelectual cubano Alfredo Guevara, que morreu em 2013, dizendo que ambos "estão muitos unidos à vida e à história do Novo Cinema Latino-Americano e foram, quiçá, as suas duas mais sólidas colunas".


O escritor colombiano, um amante do cinema, participou como guionista de filmes como "O Galo de Ouro" (1964) e "Tempo de Morrer", entre outros, e foi também assistente de realização e até actor, com um pequeno papel no filme "Neste Povoado não há Ladrões", realizado por Alberto Isaac, em 1965.


O Prémio Nobel da Literatura de 1982 foi, no mesmo ano, jurado do Festival de Cannes e, em 1985, criou a Fundação do Novo Cinema Latino-Americano, com sede em Havana, que presidiu até à sua morte.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade