Academia surpreende com as escolhas para Melhor Filme Esrangeiro

A Academia de Cinema de Hollywood, que organiza a cerimónia dos Oscares, anunciou ter selecionado para a categoria de melhor filme estrangeiro nove finalistas, que serão reduzidos a cinco no próximo mês.

 

Os filmes escolhidos são de Alemanha, Bélgica, Bósnia, Camboja, Dinamarca, Itália, Hong Kong, Hungria e Palestina e todos os realizadores são homens.

Entre os favoritos estão "A Caça", de Dane Thomas Vinterberg, "O Grande Mestre", de Wong Kar-wai, e "A grande beleza", de Paolo Sorrentino.

A escolha gerou alguma surpresa, sobretudo pelos que não escolheu, nomeadamente "O passado", do iraniano Asghar Farhadi, que ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro em 2012, com o filme "A separação".

A revista Variety refere as ausências do chileno Sebastián Lelio, com "Gloria", do polaco Andrzej Wajda, com um filme sobre o político e sindicalista Lech Walesa.

A seleção do filme feminista "Wadjda", de Haifaa al-Mansour, a primeira realizadora saudita, marcaria a estreia da Arábia Saudita nos Oscares, mas também ficou fora da corrida.

Os nove filmes foram escolhidos de uma longa lista de 76 a concurso, que será agora reduzida a cinco candidatos.

Todos os candidatos aos Oscares serão conhecidos no dia 16 de Janeiro e a cerimónia de atribuição dos galardões está marcada para 2 de Março.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade